O que é o alinhamento dos pneus e por que devo fazer

Imagem mostra pneus para vários tipos de superfície. Fonte: Google ImagensTodos nós já ouvimos o quanto é importante o alinhamento porém nem todos sabem que ele é essencial para a estabilidade e segurança do veículo. Mas você sabe o que é alinhamento dos pneus?

É importante ressaltar que cada carro precisa de um tipo específico de alinhamento, portanto, carros diferentes precisam de especificações diferentes. Não existe uma fórmula universal para isso.

Logo, quando o carro começar a fazer barulhos indesejáveis e você sentir que a precisão do volante está menor, seu carro pode estar desalinhado.

Constatar um erro de alinhamento é de suma importância para manter a qualidade do veículo e evitar que o aparecimento de outros tipos de problemas no seu veículo.

O que é alinhamento?

É um tipo bem comum de manutenção de pneus, sendo um processo que tem como função regular os ângulos de suspensão e direção do carro. Caso esse processo seja ignorado ou mal feito, ele pode prejudicar o veículos de várias formas.

O alinhamento, de uma forma geral, atua nos braços que conectam a caixa de direção as rodas. É perceptível um bom alinhamento dos pneus quando o volante está no centro enquanto o carro se mantem em linha reta.

Por que devo fazer?

Alinhamento dos pneus sendo realizado. Fonte: Google Imagens

Ele é recomendado para minimizar desgastes relacionados ao carro e aumentar o conforto do motorista. Além disso, pneus mal alinhados podem danificar rolamentos e causa problemas nos motores.

Um carro desalinhado consome mais combustível, deixa os pneus desgastados e deixa o veículo instável e inseguro. A insegurança só se torna visível caso seja necessário um desvio brusco ou uma frenagem difícil. Com o desalinhamento, controlar o carro em condições adversas fica cada vez mais difícil e um acidente se torna algo praticamente inevitável.

Quais são os tipos de desalinhamento?

Desalinhamento é quando os ângulos de direção e suspensão não estão alinhados. Existem três tipos: divergência ou convergência, câmber e cáster.

Divergência ou convergência é a inclinação, seja positiva ou negativa, dos pneus no eixo horizontal. Divergência é quando o desalinhamento causa desgaste na parte interna na banda do pneu em forma de escamas, já convergência é desgaste na parte externa do pneu, também em forma de escamas.

Câmber é a inclinação dos pneus no eixo vertical. Quando o câmber é negativo, causa desgaste na parte interna da banda do pneu. Quando é positivo, o desgaste se dá na parte externa da banda.

Já o cáster é a inclinação do pino mestre em relação à suspensão.

Algumas razões que podem causar desalinhamento nos pneus é desgaste prematuro nas peças, além de pancadas nas rodas, seja por buracos ou descuidos. Outra razão muito comum é o hábito de estacionar apoiando as rodas na guia.

Desníveis também são grandes vilões, assim como “tartarugas” e lombadas. Devido ao impacto, o alinhamento perfeito se desfaz de forma gradativa.

É importante fazer uma revisão no alinhamento dos pneus a cada sete mil quilômetros, caso você perceba irregularidades no volante quando o carro estiver em linha reta ou após algum impacto forte contra pedras ou buracos. Outra situação que é necessário buscar ajuda profissional é quando houver desgastes irregulares nos pneus ou quando os mesmo forem substituídos.

Tipos de alinhamento

Pneu alinhado em movimento. Fonte: Google Imagens

Por ser um serviço fácil e barato, pode ser realizado em vários estabelecimentos, como oficinas especializadas em suspensão e concessionárias. Veja agora três tipos de alinhamentos e suas características.

Geométrica central

Cada roda dianteira é ajustada e medida, tendo como referência a linha geométrica central do veículo e foi um método usado por anos. Seu resultado era satisfatório principalmente em casos onde as rodas traseiras estejam posicionadas de forma paralela a linha geométrica central.

Caso as rodas traseiras criem uma linha direcional, tanto pelo eixo rígido quanto de forma independente, um ângulo se forma com a linha geométrica central, tirando a direção do ponto central. Dessa forma, o volante ficará torto quando o veículo se manter em linha reta.

Linha direcional

É quando o alinhamento das rodas dianteiras se baseiam na linha direcional criada pelas rodas traseiras, indicando um avanço sobre o alinhamento geométrico central. Dessa forma, a convergência traseira não é ajustada, mas sim medida. Assim se determina a linha direcional das rodas traseiras, usando-as como referência para ajudar as rodas dianteiras.

Ao final do alinhamento, na maioria dos casos, o volante ficará no centro quando o veículo andar em linha reta.

Nas quatro rodas

É quando o serviço é feito de forma completa, em todas as rodas.

A convergência é medida e ajustada diante as especificações do fabricando. Esse ajuste coincide da linha direcional das rodas traseiras alinharem com a linha geométrica central direcional.

Quando os pneus são alinhados dessa forma, as rodas ficam paralelas entre si enquanto o volante se mantem centralizado, acontecendo o paralelismo total do veículo

Pneus alinhados traz mais sensação de segurança para o motorista, dando liberdade para o carro seguir sem linha reta sem a necessidade de constantes correções da trajetória, algo comum quando ocorre desalinhamentos. Ocorre também economia no combustível e deixa o carro mais gostoso para dirigir.

Você imaginou que alinhar os pneus era tão importante? Ficou alguma dúvida sobre o assunto? Tem alguma história sobre isso para dividir? Conte nos comentários e não deixe de compartilhar!

Share

Leave comment