Balanceamento de pneus de moto: é necessário fazer?

Apesar de não ser tão divulgado, o balanceamento das rodas da moto é ainda mais essencial do que nos outros tipos de veículos. O desalinhamento entre os dois pneus da moto pode causar um desequilíbrio maior, consequentemente levando perigo a quem pilota.

Os carros, por exemplo, conseguem manter um pouco mais o equilíbrio no caso de um dos pneus estar com algum problema de regulagem, levando em conta que o número maior de rodas aumenta a estabilidade. Já com as motos, um único pneu desbalanceado pode acarretar uma série de perigos no percurso.

Saiba mais sobre a particularidade do balanceamento das rodas da moto nesta publicação.

O que é balanceamento de pneus?

O balanceamento das rodas traz mais segurança para quem pilota.

Balanceamento e alinhamento dos pneus são diferentes procedimentos, referentes aos cuidados que se devem ter com a moto. Enquanto o alinhamento serve para corrigir o ângulo entre as rodas do veículo, o balanceamento está relacionado à estabilidade da moto, evitando trepidações e vibrações quando se está em movimento. Na teoria, o método nada mais é do que corrigir o equilíbrio dos pneus, distribuindo igualmente o peso em toda a extremidade dos aros.

Além de trazer mais firmeza e segurança na direção, o balanceamento correto da moto evitará deteriorações desproporcionais entre as rodas dianteira e traseira, aumentando assim a preservação do veículo e sua vida útil.

No caso das motos, o balanceamento é necessário?

Sim, o balanceamento é necessário, sendo um dos cuidados básicos que se deve ter com o veículo. Como já vimos aqui, o desregulamento das rodas causa mais desgastes à moto, podendo levar a maiores problemas.

O procedimento é importante também para dar mais conforto ao piloto, que não sofrerá com as vibrações na direção. A condução torna-se mais segura quando o balanceamento das rodas da moto é feito periodicamente, de acordo com o tipo de pneu, de veículo e da quilometragem rodada.

O reparo é recomendado em algumas situações específicas, como, por exemplo, durante a primeira revisão após 10 mil quilômetros registrados. Também é importante após a troca dos pneus, ajustando os equipamentos novos de acordo com o veículo. Além disso, deve-se prestar assistência quando a moto for danificada de alguma forma, seja em batidas ou quedas, mantendo assim sua integridade.

Como fazer o balanceamento de moto?

Existem duas maneiras de realizar o balanceamento das rodas de sua moto, e é sempre recomendado que se vá a oficinas para ter os cuidados dos especialistas . O balanceamento manual é chamado de estático, enquanto o dinâmico é feito por máquinas computadorizadas.

Os dois procedimentos têm o mesmo efeito de balancear as rodas, mudando apenas o método utilizado. O investimento mais barato e mais comum é o balanceamento estático. Nele, os ajustes são feitos a partir do aperto do raio, colagem de contrapeso e detecção de anomalias. O balanceamento dinâmico é feito com o uso da tecnologia de computadores, trazendo mais precisão durante o reparo.

Vibrações e falta de controle na direção são alguns dos sinais de que sua moto precisa de balanceamento nas rodas.

O balanceamento das rodas dos veículos, portanto, é um mecanismo importante que deve receber a devida atenção para manter a direção segura. Procure por irregularidades em sua moto sempre que possível para prolongar a vida útil e ter um caminho mais confortável em suas viagens.

Continue acompanhando nosso site para mais dicas e informações sobre o seu pneu! Aproveite para deixar seu comentário e compartilhar este artigo em suas redes sociais.

Share

Leave comment